sábado, 14 de fevereiro de 2015

Comissão política distrital do PS homenageou José Lopes Correia, ex-presidente da câmara de Nelas

No solar dos Peixotos, em Viseu, reuniu no dia 13 de fevereiro a comissão política distrital do PS, que contou com a intervenção de muitos socialistas do distrito. Intervenções positivas e reveladoras de uma grande confiança no futuro, neste ano de eleições legislativas, sob a liderança de António Costa.
Logo no início da reunião foi aprovado por unanimidade um voto de reconhecimento e homenagem ao ex-presidente da câmara municipal de Nelas, José Lopes Correia, recentemente falecido.
De seguida o presidente da federação deu nota das reuniões que tem vindo a efetuar nas concelhias do distrito e deixou uma síntese das últimas reuniões partidárias de âmbito nacional.
Os deputados do PS, José Junqueiro, Elza Pais e eu, demos nota da agenda que temos vindo a desenvolver na frente parlamentar e distrital, onde abordámos problemas relacionados com os concelhos de Viseu, Vouzela, Penedono, Lamego, Nelas, Carregal do Sal, no âmbito da saúde, da segurança social ou da cultura e das acessibilidades, nomeadamente neste caso, a project list do plano Juncker.
Uma das iniciativas destacadas foi o projeto de resolução recomendando a abertura do procedimento para que o museu Grão Vasco seja museu nacional, que foi recentemente apresentado na AR pelos deputados do PS.
Outro tema muito debatido foi o da descentralização, tendo ficado bem vincada a oposição dos socialistas para com este processo que está a ser desenvolvido pelo governo. Não se trata de descentralização, não teve o parecer favorável da ANMP nem das instituições representativas dos professores, pais ou das escolas.

O PS concorda com a descentralização, mas uma verdadeira descentralização, que considera a pedra angular da reforma do estado. Porém o que está a ser levado a cabo mais não é do que uma delegação de competências, sem quaisquer estudos que a sustentem e sem critérios conhecidos relativamente às autarquias designadas de piloto.

Sem comentários:

Enviar um comentário