sexta-feira, 17 de setembro de 2010

(Opinião) ADN deste PSD

Temos sido brindados com autênticas pérolas de coerência por alguns políticos do PSD em matéria de portagens.
Apreciemos algumas narrativas: “O mínimo que se espera é que [socialistas] cerrem fileiras connosco na luta contra as portagens na A25 e A24”; “Ou pagam todos ou não paga nenhum”.
A primeira é de Almeida Henriques (AH) e a segunda é de Miguel Relvas, respectivamente em 16 e 22 de Junho. Ambos são do PSD e, como se vê, muito “coerentes”!
Agora, em 10 de Setembro, AH diz: “Nunca o escondemos, somos favoráveis ao princípio da universalidade e do utilizador pagador.”
A “coerência” continua, como se percebe!
Ou seja, quem exigiu o princípio da universalidade, como foi o PSD, veja-se agora a coerência ao acusar o Governo de responsável por este processo.
Estamos conversados: Com este PSD sabemos como as coisas começam mas nunca sabemos como acabam. E começamos também a saber que o PSD começou a optar por disfarçar os aleijões das suas propostas de ataque aos mais desfavorecidos com “máscaras” que podem disfarçar mas não escondem a sua génese.
Os ataques aos mais desfavorecidos (territórios e pessoas) estão no ADN deste PSD.

Sem comentários:

Enviar um comentário