terça-feira, 24 de maio de 2011

Comício de Viseu com José Sócrates foi um êxito

O Pavilhão do Inatel, em Viseu, encheu-se para o comício que o PS realizou no dia 23 de Maio, à noite, com José Sócrates.
Mais uma vez o distrito de Viseu deu uma magnífica resposta a mais esta chamada. Militantes, simpatizantes e independentes vindos dos vinte e quatro concelho deram um colorido ímpar ao comício e disseram, assim, a José Sócrates que o querem ver de novo a vencer estas eleições para defender Portugal.
Importa realçar que foi com este primeiro-ministro que o distrito de Viseu viu 1,4 mil milhões de euros serem investidos durante os anos da sua governação.
Intervieram durante o comício: João Azevedo, Correia de Campos, José Junqueiro e José Sócrates.
Extractos das intervenções:
João Azevedo - Apesar de terem derrubado o Governo do PS, de modo irresponsável, ele aqui está de novo a dar a cara pois a marca de José Sócrates é a defesa de Portugal e dos portugueses. E o que fizeram os deputados de Viseu do PSD? Tudo fizeram, até com requerimentos na AR para obstaculizar o investimento e a criação de mais emprego na PSA / Citroen.
Correia de Campos - Fez a defesa do Serviço Nacional de Saúde, uma conquista de Abril, defendendo que não queremos uma saúde para pobres e outra para os ricos, mas um serviço que trate todos por igual.
José Junqueiro - Disse que fizemos, no distrito, mais equipamentos sociais para os idosos e mais 250 acordos com as instituições de solidariedade social para melhor servir a população. Criticou os autores desta crise política dizendo que ela nasceu no início de Março com um discurso contra o governo e consumou-se quinze dias depois comandada pelo PSD e apoiada, irresponsavelmente, por todos os restantes partidos da oposição.
José Sócrates - Disse que estamos a fazer face à maior crise económica dos últimos 80 anos e temos de ter a preserverança e coragem para enfrentar os desafios do futuro. Disse que saía de Viseu com mais vontade e mais ânimo de lutar pela vitória no dia 5 de Junho. Temos que nos empenhar exportar mais e para isso temos que estar ao lado das empresas que potenciam a economia nacional e que criam emprego, referindo a PSA / Citroen como um exemplo desse trabalho. Igualmente se referiu a Portugal como um dos países do mundo que mais e melhor aposta fez nas energias renováveis.

Sem comentários:

Enviar um comentário