sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Dois livros: "À esquerda da crise" e "Confiança no mundo"

Foram apresentados, respetivamente, nos dias 22 e 23 de outubro, dois livros que merecem uma leitura atenta. Refiro-me aos livros À esquerda da crise e Confiança no mundo - sobre a tortura em democracia.
O primeiro, editado pela Vega, foi apresentado no arquivo da câmara de Lisboa, por António Almeida Santos e contém um conjunto de ensaios de vários autores, especialistas nas áreas que abordam: Luís Amado, João Almeida Santos, Guilherme d'Oliveira Martins, Rui Pereira, José Conde Rodrigues, João Cardoso Rosas e Carlos Zorrinho. Já o segundo, editado pela Verbo-Babel, foi apresentado no museu da eletricidade, por Lula da Silva e Mário Soares, é da autoria de José Sócrates e corresponde ao estudo por ele desenvolvido no âmbito de um mestrado efetuado em Paris.
Deste livro Lula da Silva, autor do prefácio, diz: «Neste livro, José Sócrates desenvolve sua análise a partir de três abordagens complementares. Desfila a argumentação pelos canais da História, aborda os aspectos éticos da questão e acentua os danos que a prática da tortura acarreta às próprias instituições democráticas. Consegue desmontar, pedra por pedra, de forma convincente, todas as falácias a respeito da admissão do emprego da tortura em casos excepcionais, ou condicionada à limitação de sua intensidade e duração, ou ainda reservada exclusivamente aos episódios — sempre imaginários — em que um artefato nuclear está prestes a explodir, ou centenas de crianças estão reunidas num cinema que somente o terrorista imaginário pode confessar, se pressionado pela dor.»

Sem comentários:

Enviar um comentário