domingo, 3 de julho de 2011

Assis desafia Seguro para debate frente a frente

(LUSA/Sol: 2011.07.02) - O candidato à liderança do PS, Francisco Assis, disse hoje querer «abrir o partido às bases» desafiando António José Seguro a «dar o exemplo» aceitando «debater ideias» num frente a frente entre os dois.
Francisco Assis falava à margem de um encontro com algumas dezenas de apoiantes no concelho da Trofa quando lançou o desafio a António José Seguro, também ele candidato a secretário-geral do PS, de aceitar realizar um frente a frente entre ambos.
«Eu quero um debate com António José Seguro para discutirmos o futuro do partido e darmos um exemplo às bases sobre como é possível debater, divergir e discordar de forma civilizada».
Segundo Assis a candidatura que lidera é «dirigida às bases do partido», que se «reconhecem nesta candidatura e que a estão a receber muito bem».
O candidato a secretário-geral do PS afirmou ainda ter «propostas muito claras» no sentido de «abrir o partido aos militantes».
«Defendo a realização de eleições primárias já daqui a dois anos para a escolha dos candidatos às câmaras municipais com a participação dos militantes e simpatizantes do PS», exemplificou.
Para isso, considerou Assis, «Seguro deve dar ele também um exemplo aceitando realizar um debate a dois» pois tal, considerou, «é uma exigência da democracia».
Francisco Assis esclareceu que se mostrou já disponível para a realização de «12 debates propostos por vários órgãos de comunicação» porque, esclareceu, «não faria sentido nenhum que chegássemos ao fim da campanha eleitoral interna sem que fizéssemos um só debate porque isso é a essência da democracia».
No entanto, afirmou Assis, «António José Seguro recusou-se a participar em todos eles».
O candidato à liderança de PS afirmou ainda que o «objectivo» da candidatura que encabeça «não é derrotar António José Seguro» mas sim «construir um PS mais forte».

Sem comentários:

Enviar um comentário