segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Governo não reconduziu administração do Centro Hospitalar Tondela-Viseu

Comunicado da Federação de Viseu do PS relativo à não recondução da administração do Centro Hospitalar Tondela-Viseu:
«A Federação de Viseu do Partido Socialista, face à não recondução da administração do Centro Hospitalar Tondela-Viseu EPE (ex-hospital de central de S. Teotónio de Viseu, e ex-hospital Cândido Figueiredo de Tondela), pelo ministro da saúde, Paulo Macedo, não pode deixar de efetuar as seguintes considerações:
1. Enaltecer, de uma forma muita clara e expressiva, o excelente trabalho desenvolvido pelo anterior conselho de administração presidido pelo Dr. Alexandre Ribeiro e que alcandorou o hospital central de Viseu a um dos hospitais mais conceituados a nível nacional, em termos de práticas e cuidados hospitalares, tendo, em vários estudos desenvolvidos nos últimos anos, sido classificado como o 2º melhor desempenho entre os hospitais de todo o país, sendo mesmo o primeiro em algumas especialidades.
2. Reconhecer o mérito de todos os profissionais da instituição que no seu quotidiano se dedicaram exemplarmente a servir a causa dos cuidados de saúde prestados às pessoas e assim deixarem um inelutável compromisso com a permanente qualificação do serviço nacional de saúde.
3. Assinalar a concomitante boa gestão dos recursos humanos e financeiros desenvolvida pela administração que permitiu manter o hospital dentro dos parâmetros económicos traçados, positivos, sem colidir, como se viu, com o desempenho clínico.
4. Estranhar esta decisão, pelos motivos supra invocados, quando estamos perante um ministro que disse que, nestes casos, a sua medida era o mérito e a qualidade do desempenho, entendendo, porém, legitimidade para a mudança, só não sabendo, afinal, quais os verdadeiros fundamentos.
5. Desejar felicidades à nova administração, dizendo que não será o PS a estar, particularmente, atento ao seu desempenho, serão os profissionais do hospital e os viseenses que não transigirão.
Viseu, 21 Nov. 11»

Sem comentários:

Enviar um comentário