quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Federação de Viseu do PS preocupada com os cortes no rembolso aos utentes das termas

A Federação de Viseu do Partido Socialista face às recentes medidas anunciados pelo Ministério da Saúde no que concerne aos reembolsos directos aos utentes vem manifestar a sua preocupação quanto aos termos gerais das mesmas e quanto ao seu impacto na qualidade de vida dos portugueses, com a particularidade, no caso do distrito de Viseu, no que concerne ao corte no reembolso aos utentes do termalismo.
Sendo o distrito de Viseu um distrito termal por natureza (S. P. Sul, Nelas, Castro Daire, Viseu/Mangualde, Resende e Tondela), com o maior número de aquistas a nível nacional, e estando associadas às termas um vasto e importante conjunto de actividades económicas de criação de riqueza e emprego, esta medida vem dar um mau sinal a todos os empresários que fizeram das termas o seu território âncora e às pessoas em geral que quiseram e querem ter no interior o seu local para viver.
Igualmente, e até porque se trata de uma actividade eminentemente do interior, é uma medida que simbólica e efectivamente tem o significado de falta de solidariedade para com o interior do país e para com as actividades económicas que aqui desenvolvem o seu negócio e, assim, desenvolvem os territórios em que se inserem.
A Federação de Viseu do Partido Socialista está, pois, preocupada com mais esta deriva cega do Governo do PSD e do CDS, de ataque às camadas mais frágeis e carenciadas da população a quem são retiradas possibilidades de acesso ao SNS e, igualmente, preocupada com a discriminação objectiva do interior do país, para onde as políticas deveriam, precisamente, ser de sinal contrário.

Sem comentários:

Enviar um comentário