quinta-feira, 31 de março de 2011

(Opinião) FMI não é solução para Portugal

Com a credibilidade que lhe advém de ter sido Presidente de uma das maiores economias mundiais e com a experiência de quem já teve o FMI no seu país, eis, sem papas na língua e sem quaisquer rodeios, a opinião de Lula da Silva: “O FMI não é solução (…) e todas as vezes que tentou cuidar da dívida dos países criou mais problemas do que soluções”. E acrescentou: “não resolveu os problemas do Brasil nem de outros países”.
Seria bom que a oposição portuguesa tivesse ouvido e, sobretudo, escutado, bem, as suas palavras.
Em primeiro lugar é um político conceituado em todo o mundo e contribuiu como ninguém para minimizar o grande fosso que existia no Brasil entre ricos e pobres.
É que a solução para os problemas económicos dos países não passa por criar crises irresponsáveis e irracionais mas sim pela assumpção da responsabilidade por todos.
O tempo não era de abrir uma crise política, como já se vê pelo aumento inequívoco dos juros da dívida e pelas decisões das ‘célebres’ agências de rating. Não havia, pois, uma única boa razão para chumbar o PEC ainda por cima sem quaisquer medidas alternativas. A única ,que se conhece do PSD, é o aumento do IVA para 24 ou 25%!
A oposição escancarou, pois, a porta ao FMI!
(Foto: DN)

Sem comentários:

Enviar um comentário