domingo, 30 de maio de 2010

IX Festival da Cereja de Resende


Tive o grato prazer de, hoje, dia 30 de Maio, ter estado em Resende, no 9º Festival da Cereja, a acompanhar o Secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro e o anfitrião deste magnífico evento, António Borges, Presidente da Câmara Municipal de Resende.
A partir de um produto endógeno, a Câmara Municipal, em união de esforços com todos os resendenses, criou uma marca de grande qualidade e que se estende, hoje, já a todo o país: CEREJA DE RESENDE.
São estes os verdadeiros eventos que marcam a diferença e a dimensão das políticas autárquicas: pelo aproveitamento dos produtos endógenos que brotam da sua terra, pela riqueza que proporcionam aos residentes, pela atracção turística que geram no país e pela auto-estima e espírito de trabalho que acrescentam a todos os que ali vivem.
Vêm de todo o país os peregrinadores ávidos deste fruto que não deixa ninguém indiferente.
Resende enche-se. De trabalho, de alegria, de música, de amigos, de gente, muita gente que quer estar no centro da festa e debicar mais esta e aquela cereja. Uma rosada, outra negra, aquela púrpura, esta mais vermelha... todas doces, muito doces...
E no final, o cortejo que mobiliza os alunos e todos os profissionais de educação é, quiçá, o momento mais alto e mais sublime de interacção de toda uma comunidade. É uma simbiose perfeita e magnífica de todo um povo, da polis.
Para abrir o apetite aos mais cépticos (se os houver) aqui deixo a minha reportagem fotográfica.

Sem comentários:

Enviar um comentário