quinta-feira, 21 de julho de 2016

Praia Fluvial do Trabulo: Do sucesso da praia aos problemas nos acessos

Notícia DÃO E DEMO
A Praia Fluvial do Trabulo, no rio Vouga, concelho de Sátão, desde que ficou concluída, na segunda quinzena de junho, tem vindo a acumular enchentes, quase diárias, de veraneantes, como se pode constatar pelas fotos que publicamos, tiradas esta quarta-feira, dia 20 de julho. E nos fins de semana o problema ainda é maior. Aos sábados e domingos chegar à praia e estacionar o carro é um verdadeiro quebra-cabeças e depois disputar um metro quadrado de relva para estender a toalha é, verdadeiramente, mais difícil do que caçar os pokémon’s mais raros.
Pode-se dizer que o problema está na origem, que deveria, em simultâneo com a praia, ser alargada e retificada a estrada de acesso a partir do Santuário de Nosso Senhor dos Caminhos, de Rãs, e da EM Decermilo-Vila Boa. Mas o que é facto é que tal não foi efetuado e a Câmara de Sátão para tentar obviar a este constrangimento, em resultado de tal número de frequentadores vindos de toda a região, resolveu condicionar os acessos, optando por criar um sentido único entre o Santuário do Senhor dos Caminhos e a Quinta do Trabulo.
Ora esta situação, do sentido único, mereceu desde logo muitos reparos e fortes críticas por parte de diversos utilizadores da praia por nós contactados, mas sobretudo por parte de moradores que ali residem e têm terrenos que se viram, de um momento para o outro, impedidos de aceder às suas propriedades agrícolas e florestais, tendo, em alguns casos que fazer mais de 5 km, para não incumprir com a nova sinalização, para um trajeto de escassas centenas de metros.
Mas a onda de protestos não se tem ficado só por palavras e os sinais colocados já foram alvo vandalismo, através de pinturas, o que tem obrigado a Câmara a intervenções quase diárias para repor a situação.
Face a toda esta problemática são muitas as vozes a alvitrar outras soluções sendo que aquela que mais convergência gera por parte de moradores na Quinta do Trabule e em Rãs, ao que Dão e Demo apurou, é a da proibição do estacionamento entre a Quinta do Trabulo e o Santuário de Nosso Senhor dos Caminhos, podendo os frequentadores da praia, depois de esgotar os escassos lugares de parque de estacionamento da praia, utilizar os parques do Santuário e deslocarem-se cerca de 300 metros a pé até à praia.
Dão e Demo apurou que esta opção poderá vir mesmo a ser a opção a tomar pela Câmara a curto prazo.




Sem comentários:

Enviar um comentário