domingo, 22 de maio de 2016

Barragem no rio Vouga para abastecimento de água à região

Notícia DÃO E DEMO.
A ideia é antiga, mas agora começa a ganhar contornos bem definidos. Os autarcas dos concelhos envolvidos têm vindo a colocar o tema na ordem do dia, pois o abastecimento de água a Viseu e aos municípios envolventes é um problema que carece de uma solução.
Almeida Henriques, o autarca de Viseu, um dos impulsionadores desta ideia, diz que com esta barragem, a construir no Vouga, na Maeira, os municípios de Viseu, Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Sátão, Vila Nova de Paiva, Vouzela e S. Pedro do Sul poderão ficar, a nível de abastecimento de água, “com o problema resolvido para 30 anos”. É que, segundo o autarca de Viseu, a barragem de Fagilde “não dá garantias”.
E se Almeida Henriques tem vindo trazer este assunto à tona, nas reuniões municipais e nas várias reuniões que envolvem a administração central, o autarca de Sátão, Alexandre Vaz, também tem vindo a dar o seu aval a este projeto, dizendo que “esta barragem é fundamental para o Sátão” fazendo com que “os concelhos envolvidos não tenham problemas de seca”.
Alexandre Vaz disse mesmo, na última Assembleia Municipal, que “a barragem do Vouga a construir na zona de Cepões será uma realidade a curto prazo”. O presidente de Sátão fala já dos custos e diz que este projeto ascenderá a “47 milhões de euros” e já se avançam datas, 2017, para o início das obras, depois de tudo ser protocolado entre os concelhos envolvidos e o governo, ainda durante este ano.

Borges da Silva, autarca de Nelas, também já manifestou a sua concordância a este “projeto de longo prazo” dizendo que já houve uma reunião com o Secretário de Estado do Ambiente.

Sem comentários:

Enviar um comentário