sábado, 27 de junho de 2015

João Luís Inês Vaz, recordo-o aqui numa passagem pelo Sátão, em 1996

Gazeta de Sátão de 17 de abril de 1996
João Luís Inês Vaz, um amigo, um livre pensador, um homens de convicções, um homem de cultura e da cultura partiu abruptamente. Foi professor universitário, governador civil do distrito de Viseu, investigador incansável deixou-nos trabalhos desenvolvidos em diversos territórios e inúmeras publicações de sua autoria e tantas outras em co-autoria.
Conheci-o na campanha autárquica de 1993. Ele integrando a lista do PS, como independente, à Câmara Municipal de Viseu, numa lista encabeçada por José Junqueiro, e eu candidato à Câmara Municipal de Sátão.
Recordo-o, mais tarde, como governador civil do distrito de Viseu, durante os seis anos de governo do PS, liderado por António Guterres, sendo nessa qualidade que ele percorreu inúmeras vezes todo o distrito, na sua função que desempenhou de forma dedicada e competente, como o demonstra a breve fotomontagem da notícia da Gazeta de Sátão aquando de uma visita ao concelho realizada em 29 de março de 1996, sendo eu vereador do PS.
E foi precisamente nessa qualidade, de governador civil, que com ele estreitei mais os laços de amizade que perduraram até a morte o chamar de forma abrupta no dia 23 de junho, com funeral a 26.
A minha homenagem.
Até sempre, João Inês Vaz!

Sem comentários:

Enviar um comentário