domingo, 7 de junho de 2015

António Costa, na Convenção Nacional do PS: "O emprego é a causa das causas"

António Costa salientou a importância central da criação e da proteção de emprego nas políticas do próximo Governo de Portugal. “O emprego é a nossa agenda inadiável. O emprego é a causa das causas. O emprego é realização pessoal. A oportunidade de poder ou não poder realizar os nossos sonhos!” afirmou no encerramento da Convenção Nacional Alternativa de Confiança.
“O emprego é uma questão de cidadania. Quem não tem emprego está à margem da sociedade e não pode participar ativamente na construção do país”, continuou o Secretário-Geral do Partido Socialista.
“O emprego é também uma questão crucial para todos aqueles que hoje são reformados: o emprego é a questão central na sustentabilidade da Segurança Social”, notou António Costa. “Com o desemprego e emigração dos últimos anos perderam-se 8 mil milhões de euros em contribuições.”
Costa insistiu na centralidade e transversalidade do emprego: “ O emprego é também central na questão demográfica. Sem emprego não há confiança para constituir famílias, para que nasçam crianças.”
Foi também essa causa que António Costa justificou o empenho na promoção de relações laborais estáveis que beneficiam trabalhadores e empregadores. "Num emprego precário nem trabalhador nem empregador investem nessa relação. Queremos empresas com futuro e essas empresas precisam de ter relações de trabalho com futuro “, assegurou.

Sem comentários:

Enviar um comentário