domingo, 5 de abril de 2015

05.04.2005 | 05.04.2015 - Faz hoje dez anos... Na posse dos governadores civis António Costa pediu urgência na prevenção dos incêndios

Faz hoje dez anos que António Costa conferiu posse aos 18 governadores civis que haviam sido nomeados pelo conselho de ministros - Resolução nº 7-A/2005 de 5 de abril de que transcrevo o seu nº 2:
«(...) 2 - Nos termos das mesmas disposições, e sob proposta do Ministro de Estado e da Administração Interna, nomear para os cargos de:
Governador civil de Aveiro Carlos Filipe de Andrade Neto Brandão;
Governador civil de Beja Manuel Soares Monge;
Governador civil de Braga Fernando Ribeiro Moniz;
Governador civil de Bragança Jorge Manuel Nogueiro Gomes;
Governadora civil de Castelo Branco Maria Alzira de Lima Rodrigues Serrasqueiro;
Governador civil de Coimbra Henrique José Lopes Fernandes;
Governador civil de Évora Henrique António de Oliveira Troncho;
Governador civil de Faro António Francisco Ventura Pina;
Governadora civil da Guarda Maria do Carmo Pires Almeida Borges;
Governador civil de Leiria José Miguel Abreu de Figueiredo Medeiros;
Governadora civil de Lisboa Maria Adelaide Torradinhas Rocha;
Governador civil de Portalegre Jaime da Conceição Cordas Estorninho;
Governadora civil do Porto Maria Isabel Solnado Porto Oneto;
Governador civil de Santarém Paulo Alexandre Homem de Oliveira Fonseca;
Governadora civil de Setúbal Maria Teresa Mourão de Almeida;
Governador civil de Viana do Castelo José Joaquim Pita Guerreiro;
Governador civil de Vila Real António Alves Martinho;
Governador civil de Viseu Acácio Santos da Fonseca Pinto.»
Nessa tomada de posse, que ocorreu no salão nobre do MAI, António Costa pediu urgência na prevenção de incêndios e disse ainda aos governadores para evitarem "cair na velha chaga do estado português que é a cultura de funcionamento em minifúndio".
Foi uma grande honra ter desempenhado aquelas funções conjuntamente com a supra magnífica equipa, sob a coordenação de António Costa.

Sem comentários:

Enviar um comentário