quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Rosa Monteiro apresentou "MUNDIFICAR" aos viseenses de Lisboa


Rosa Monteiro foi falar sobre o "Mundificar", o seu mais recente projeto social, com epicentro em Viseu, mas que se estende também a Mangualde e aos concelhos de Lafões. Foram muitos os viseenses presentes que, para além do inestimável convívio, tiveram a oportunidade de a ouvirem.
Professora e investigadora, também vereadora independente na câmara de Viseu, eleita na lista do PS, foi a convidada de honra para mais um encontro da diaspora viseense em Lisboa no restaurante Zambeze (Visabeira), que contou com o contributo de mais um viseense e dos seus vinhos Quinta de Lemos.
Eduardo Pinto, o grande responsável por estes qualificados encontros, fez a apresentação curricular da oradora que naquele dia vira o New York Times citá-la a propósito da insólita decisão do Supremo Tribunal Administrativo que reduziu em mais de 60 mil euros a indemnização a pagar a uma mulher vítima de um erro médico, por entender que o sexo não é tão importante depois dos 50 anos.
Um "insulto" a juntar à lesão sofrida, escreve o New York Times, que cita Rosa Monteiro, vice-presidente da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres (APEM): "Este é um exemplo de como as mais altas instâncias da justiça em Portugal, além de desligadas da sociedade, insistem e persistem em negar os direitos mais básicos das mulheres que têm a obrigação de proteger".
O projeto "Mundificar" tem como alvo o diálogo intercultural e religioso entre os mais de 5 mil imigrantes no distrito, a comunidade portuguesa, as diversas entidades e instituições que podem dar resposta aos constrangimentos de pessoas que procuram em Portugal uma oportunidade. Só no concelho de Viseu residem 2000.
Para um país de emigrantes, como foi e voltou a ser o nosso, este esforço de compreensão e integração tem particular significado ao qual acresce a realidade de uma Europa a que pertencemos e que, em em 2050, poderá ter uma população ativa de apenas 25%.
O Bispo de Viseu, D. Ilídio Leandro, e os pastores das demais igrejas de Viseu, participarão, ainda este mês, num encontro ecuménico entre as igrejas de todas as religiões para aprofundar esse diálogo intercultural e religioso.
No final, mais uma organização bem-sucedida por onde já passaram muitas figuras de destaque, as últimas das quais foram Sandra Oliveira e Fernando Ruas.
No convívio, os deputados do PS Viseu, José Junqueiro, Acácio Pinto e Elza Pais, encontraram muitos viseenses ilustres, entre as quais, o realizador, Nuno Teixeira, os irmãos Luís e Leopoldo Cunha Matos, advogado e médico, respetivamente, Benjamim Mendes Júnior, cofundador e coordenador dos Laboratórios SAPO, os professores universitários Carlos Lencastre e Virgílio Machado, o mestre em Eletrónica e Telecomunicações, Raul Junqueiro, o jornalista Mário Rui de Castro, os advogados Calisto Melo e José António Barreiros, administradores (ANA), empresários, pilotos da TAP, entre muitos outros.
(Fonte de texto e fotos: Gota de água)

Sem comentários:

Enviar um comentário