quinta-feira, 27 de novembro de 2014

PS promoveu debate de atualidade sobre o despedimento de trabalhadores da segurança social


O Grupo Parlamentar do PS agendou um debate de atualidade, no plenário da Assembleia da República, para o dia 26 de novembro a propósito da decisão do Governo de colocar na requalificação 697 funcionários da segurança social, depois de nestes três últimos anos ter perdido mais de 2.000 funcionários.
Segundo os fundamentos do PS, expressos por Ferro Rodrigues, "está em causa a Segurança Social, porque está em causa a sua capacidade de cumprir com o que está previsto na Constituição da Republica e na Lei de Bases da Segurança Social. Este tema tem marcado a atualidade, com forte envolvimento dos trabalhadores da Segurança Social, dos sindicatos e da opinião pública, sendo que a ser concretizada esta decisão do Governo, é também o futuro da Segurança Social pública que está claramente ameaçado".
No plenário coube à deputado do PS e vice-presidente da bancada, Sónia Fertuzinhos, lançar o debate e defender as posições do PS e confrontar o secretário de estado, que esteve no debate em representação do governo, com o facto de não conseguir explicar que todos os funcionários que vão para a requalificação e posterior despedimento exercerem funções e terem muitos processos em mãos, ou seja não estão sem horário ou sem funções o que é uma contradição desta iniciativa do governo nos seus termos.

Sem comentários:

Enviar um comentário