quarta-feira, 9 de julho de 2014

Segunda interpelação a Nuno Crato (c/vídeo)


Aqui fica a segunda interpelação a Nuno Crato, no dia 8 de julho, face às respostas mistificadoras às primeiras questões, sobre educação e formação de adultos, educação especial e reordenamento da rede.
Voltei a enfatizar a falta de clarificação sobre a inexistência de respostas para os adultos, a falta de recursos humanos para a educação especial e a inexistência de resposta sobre o encerramento da escola de Tondela com 39 alunos, por exemplo.
É que a este propósito de Tondela o presidente da Câmara disse que não concordava:
«Tondela, 24 jun (Lusa) -- O presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus (PSD), disse hoje que não aceitará o encerramento de escolas com mais de 21 alunos, por entender que isso "contraria qualquer princípio de razoabilidade".
De acordo com uma lista divulgada na segunda-feira pelo Ministério da Educação, no concelho de Tondela vão encerrar no próximo ano letivo as escolas de Outeiro de Baixo (Dardavaz), Parada de Gonta, Caparrosa, Santiago de Besteiros, Tourigo, Vilar de Besteiros e a n.º1 de Campo de Besteiros.
"Apesar de ser sempre um desgosto, podemos não conseguir ter argumentos para contrariar o fecho das escolas com menos de 21 alunos. Mas, em relação a todas as que têm mais do que esse número, indiscutivelmente vamos fazer uma contestação muito forte", assegurou José António Jesus à agência Lusa.» (in: Visão).

Sem comentários:

Enviar um comentário