segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Deputados e autarcas socialistas de Viseu e de Coimbra em defesa do IP3

Os deputados, autarcas e dirigentes socialistas dos concelhos do eixo e da sua envolvente ao IP3 Viseu-Coimbra, reuniram-se num hotel de Coimbra para tomarem posição sobre a construção da estrada que liga as duas capitais dos respetivos distritos.
Manuel Machado, por solicitação de José Junqueiro, foi o anfitrião deste primeiro encontro.
Consideraram que o estudo, mais um, do grupo de trabalho IEVA  (infraestruturas de elevado valor acrescentado) concluiu o já concluído há muitos anos e, portanto, nada de novo. Se todos concordam que é necessário fazer esta ligação, então só falta mesmo fazê-la.
“A intervenção no IP3 é uma necessidade imperiosa e urgente", disse Manuel Machado, salientando que a ausência de um novo traçado "prejudica a economia da região" e relembrou que esta via de comunicação é "mais utilizada" do que a A25, que liga Viseu a Aveiro” e “é uma ligação estratégica ao porto da Figueira da Foz.”
"As pessoas que estão aqui não podem ser enganadas. Nem os autarcas nem os deputados", sublinhou José Junqueiro, deputado eleito por Viseu, exigindo que o Governo retire o projeto "do papel e materialize a intervenção no IP3, via onde já morreram mais de 120 pessoas e destroçou as vidas de centenas de famílias"
Salientou que “os deputados não são acionistas de uma expectativa publicitária, nem de nenhuma estratégia eleitoral do Governo, reiterando que todos o que ali estavam exerceriam a ‘tolerância zero’ para com o Executivo.”
O deputado disse ainda que o Governo será questionado, por deputados socialistas, sobre "quando é que vai fazer este traçado", exigindo um "cronograma" da sua execução”.
Os deputados e autarcas socialistas não esquecem as prioridades que o Governo desconsiderou, nomeadamente o IC6, IC7, IC12 ou o IC 37 entre outras, aplicando uma receita economicista que acentua ainda mais o interior do país.

(Fonte: Lusa)

Sem comentários:

Enviar um comentário