quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

A audição do presidente da Parvalorem e os quadros Miró!


Ainda os 85 quadros de Miró.
Imagine que tinha à sua guarda, como era o caso do presidente da Parvalorem, um espólio valiosíssimo, de 85 quadros de Miró, avaliados em muitas dezenas de milhões de euros...
Imagine que os queria vender através de uma conceituada leiloeira de arte, inglesa...
Se assim fosse, era óbvio que os quadros tinham que fazer o trajeto entre Portugal e Londres e que alguém teria que ter aberto o "cofre" para que os mesmos fossem carregadas na transportadora.
Pois bem... o responsável máximo pela guarda desses quadros disse que não sabia quando saíram de Portugal (dia, mês e ano) e não sabia quem autorizou o respetivo carregamento na transportadora, cujo nome até desconhecia!!!...
É assim que vai a tal gestão rigorosa do nosso país!
Veja-se bem: À intervenção inicial do PS e às perguntas formuladas, durante os 5 minutos de intervenção da deputada Inês de Medeiros, respondeu com um texto que trazia escrito (uma redação) de cerca de 25 minutos... ou seja não respondeu!
Foi neste contexto que fiz esta intervenção de protesto através do presidente da mesa.

Sem comentários:

Enviar um comentário