terça-feira, 10 de dezembro de 2013

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA: Prémio DIREITOS HUMANOS | Exposição "MY LIFE AS A REFUGEE"

No âmbito do dia internacional dos direitos humanos a Assembleia da República promoveu duas iniciativas no dia 10 de dezembro de 2013, Prémio Direitos Humanos e Exposição "My life as a refugee", levadas a cabo, respetivamente, no salão nobre e nos passos perdidos.
Prémio DIREITOS HUMANOS 
O Júri do Prémio Direitos Humanos constituído no âmbito da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias e composto pelos Senhores Deputados Fernando Negrão (Presidente), Guilherme Silva (PSD), Maria de Belém Roseira (PS), Telmo Correia (CDS-PP), António Filipe (PCP), Cecília Honório (BE), e José Luís Ferreira (PEV) comunica que, por decisão da Presidente da Assembleia da República sob proposta deste Júri, foi atribuído o Prémio Direitos Humanos 2013 à Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social (FENACERCI), pela sua intervenção na defesa dos interesses e direitos das pessoas com deficiência intelectual e/ou multideficiência e suas famílias e pelo trabalho desenvolvido em termos de sensibilização da opinião pública sobre esta problemática.
Foi ainda decidida, por proposta do Júri, a atribuição da medalha de ouro comemorativa do 50.º aniversário da Declaração Universal dos Direitos do Homem a Farid Walizadeh, um jovem afegão de apenas 16 anos que chegou sozinho a Portugal em janeiro, após uma longa e sinuosa viagem, que incluiu passar pelo Paquistão, pelo Irão e por um campo de refugiados das Nações Unidas na Turquia, depois de se ter separado da família por causa da guerra no Afeganistão, e que, apesar das dificuldades de inserção na vida de um país completamente novo, revelou-se um jovem de convicções, investiu no boxe e chegou a campeão, e a José António Pinto, assistente social da Junta de Freguesia de Campanhã, conhecido pelo seu trabalho e empenho pessoal na resolução dos problemas daqueles que são socialmente mais desfavorecidos e vulneráveis, ajudando-os a romper o círculo de pobreza, de exclusão e de abandono em que vivem.
A cerimónia de atribuição do Prémio e das medalhas de ouro, presidida pela Presidente da Assembleia da República, teve lugar no dia 10 de Dezembro de 2013, pelas 12 horas, no Salão Nobre do Palácio de S. Bento.
Exposição MY LIFE AS A REFUGE
Para comemorar o Dia Nacional dos Direitos Humanos, a Assembleia da República inaugurou a exposição fotográfica “My Life as a Refugee”, organizada pelo Serviço Jesuíta aos Refugiados.
A exposição, composta por 20 imagens fotografadas por refugiados, ilustra uma visão muito pessoal sobre as suas vidas na Europa e sobre a sua perceção do dia a dia vivido em cinco países (Itália, Malta, Portugal, Reino Unido e Roménia), onde procuraram proteção.
A exposição foi inaugurada depois da entrega do Prémio Direitos Humanos, na Sala dos Passos Perdidos, onde permanecerá até dia 20 de dezembro.

Sem comentários:

Enviar um comentário