segunda-feira, 6 de maio de 2013

Geadas preocupam fruticultores de Moimenta da Beira e do Douro Sul


As geadas ocorridas nas madrugadas do final do mês de abril provocaram enormes prejuízos nos pomares de maçã da região de Moimenta da Beira. O presidente da Associação de Fruticultores da Beira Távora, Humberto Matos, fala em “60% a 70% da produção perdida” e diz que o que aconteceu “foi muito grave”.
Ao prejuízo causado, acresce ainda o facto de “mais de 50% dos fruticultores não terem feito seguro de colheitas para a campanha de 2013, porque as companhias seguradoras levantaram inúmeros obstáculos que impediram muitos de fazer o respectivo seguro. Uma anormalidade”, sublinha ainda o dirigente.
Em Moimenta da Beira e nos concelhos limítrofes é produzida metade da maçã que o país consome, 100 mil em 200 mil toneladas por ano.

Está na altura do governo dar uma resposta objetiva aos agricultores!!! Qual a solução para estes prejuízos? A resposta é a burocracia? É dificultar os seguros de colheita?
Estaremos atentos!

Sem comentários:

Enviar um comentário