quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Barómetro: PS ultrapassa PSD nas intenções de voto pela primeira vez desde as eleições


NOTÍCIAS AO MINUTO 13.09.2012: «A intenção de voto no PS superou a do PSD pela primeira vez desde as últimas eleições, mesmo antes de terem sido conhecidas as novas medidas de austeridade. De acordo com o barómetro mensal Correio da Manhã (CM)/Aximage, se as legislativas fossem hoje, 35,4% dos eleitores votavam nos socialistas, contra os 33,3% que davam o seu voto aos sociais-democratas. E António José Seguro surge mesmo como o único líder partidário com nota positiva.
O efeito dos sucessivos pacotes de austeridade já se faz sentir nas intenções de voto e, de acordo com o Correio da Manhã, o PSD já foi ultrapassado pelos socialistas nas intenções de voto, pela primeira vez desde as últimas eleições.
O barómetro mensal CM/Aximage mostra que se as eleições legislativas fossem hoje, 35,4% dos eleitores votavam no PS, contra os 33,3% que davam o seu voto ao PSD.
A nova tendência verifica-se numa altura em que foram conhecidas novas medidas de austeridade decididas pelo Governo, mas o CM frisa que a sondagem foi realizada ainda antes do discurso do primeiro-ministro Passos Coelho, na passada sexta-feira, quando anunciou o aumento da contribuição para a Segurança Social por parte dos trabalhadores quer do sector privado quer do sector público.
Isto quer dizer que nem as palavras de Passos nem o anúncio de Vítor Gaspar de mais austeridade contribuíram para o facto de o PSD estar a ser castigado pelos eleitores no barómetro.
O mesmo barómetro mostra ainda que Seguro, do PS, é o único líder com nota positiva. Passos e Portas são os líderes com as notas mais baixas.»
«Ficha técnica
Objectivo: Barómetro mensal.
Universo: Indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais de Portugal com telefone fixo no lar ou possuidores de telemóvel.
Amostra: Aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade, actividade e voto legislativo) e representativa do universo. Foi extraída de um subuniverso obtido de forma idêntica. A amostra contou com 600 entrevistas efectivas: 274 a homens e 326 a mulheres, 152 no Interior, 234 no Litoral Norte e 214 no Litoral Centro Sul, 155 em aldeias, 219 em vilas e 226 em cidades. A proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.
Técnica: Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo nos dias 3 a 6 de Setembro de 2012, com uma taxa de resposta de 75,8%.
Erro probabilístico: Para o total de uma amostra aleatória simples com 600 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,020 (ou seja, uma ‘margem de erro’ – a 95% - de 4,00%).
Responsabilidade do estudo: Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz.»

Sem comentários:

Enviar um comentário