domingo, 9 de setembro de 2012

Acidente ferroviário de Alcafache: 27 anos depois!

Na manhã de 9 de setembro foi assinalado, em Alcafache, no concelho de Mangualde, o 27º aniversário sobre a maior tragédia ferroviária em solo português, ocorrida no dia 11 de setembro de 1985.
Este é sempre um evento de grande pesar a que se juntam muitos familiares das pessoas que ali perderam a vida bem como alguns dos sobreviventes.
Esta iniciativa que ano após ano vem marcando este acidente foi promovida por uma comissão, de que aqui destaco o José Augusto Sá, de Ovar, e o Carlos Ramos, de Tondela, dois dos sobreviventes daquele acidente ao fim da tarde de 11 de setembro, dentre as várias centenas de emigrantes que estavam em viagem para França e outros países de destino da emigração portuguesa, muitos dos quais ali ficaram envoltos naquela bola de fogo depois do embate frontal dos dois comboios.
Para a estatística ficaram 57 mortos, nas palavras de Américo Borges, o médico e comandante de bombeiros que na altura dirigiu as operações de socorro, mas, segundo ele, muitos mais ali terão perecido. Era impossível contabilizar ao certo as vítimas que ficaram completamente reduzidas a cinzas.
Nesta iniciativa usaram da palavra, para além dos organizadores, o vice-presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Joaquim Patrício, os deputados Acácio Pinto e João Figueiredo e o comandante Américo Borges, que rememorizou os factos. Destaco ainda a presença do deputado Hélder Amaral, dos bombeiros dos concelhos de Mangualde e de Nelas, de representantes da Federação e da Liga de Bombeiros, da Cruz Vermelha Portuguesa, de um representante da CP, entre outros autarcas das freguesias e convidados.
Para recordar a memória das vítimas mortais foi celebrada, pelo padre João Luís Zuzarte, uma missão campal, acompanhada pelo coro da freguesia de Espinho.
NOTA: Para mim, que naquele dia 11 de setembro de 1985 estive no local do acidente, guardo uma imagem de chamas, de terror, e de um homem no meio das chapas retorcida a comandar com vigor as operações de socorro, Américo Borges, que aqui homenageio.
FOTOGRAFIAS DO ACIDENTE
(Espinho-Net)
(Bombeiros de Sátão)
(Canas em peso)
(SIC)

1 comentário: