domingo, 8 de janeiro de 2012

Pergunta ao governo sobre a distribuição postal no bairro social de Paradinha

Os deputados do PS eleitos pelo círculo eleitoral de Viseu apresentaram no dia 6 de janeiro uma pergunta ao governo relacionada com a alegada falta de distribuição postal no bairro social de Paradinha devido a questões de segurança:
«Ex. ma Sr.ª Presidente da Assembleia da República
Segundo a edição de hoje do Diário de Viseu, cuja primeira página se anexa, também veiculada por muitos outros órgãos de comunicação social, os Correios vão deixar de entregar o correio no Bairro Social de Paradinha, na freguesia de S. Salvador, concelho de Viseu, citando, a comunicação social, as palavras do presidente da câmara municipal de Viseu, Fernando Ruas, na conferência de imprensa dada a 5 de janeiro, depois da reunião do executivo municipal.
O motivo avançado para esta alegada recusa em assegurar a distribuição postal naquele bairro prende-se com a insegurança ali existente, avançando mesmo a empresa com várias ameaças e tentativas de agressão de que foram alvo os carteiros que ali se deslocam.
Assim sendo e porque consideramos inadmissível que num estado de direito democrático possa haver áreas públicas interditas à distribuição postal e à normal fluidez de atividades quotidianas inerentes à interação social, vêm os signatários, nos termos constitucionais e regimentais, através de vossa excelência, solicitar ao ministro da Administração Interna, esclarecimento para as seguintes perguntas:
1. O alegado comportamento dos CTT tem fundamento?
2. Existem zonas do país onde o Estado não garante segurança aos seus cidadãos, no caso, aos distribuidores de correio?
3. Quais as diligências que o ministério irá tomar neste âmbito?
Palácio de São Bento, sexta-feira, 6 de Janeiro de 2012
Deputado(a)s
ACÁCIO PINTO(PS)
JOSÉ JUNQUEIRO(PS)
ELZA PAIS(PS)»

Sem comentários:

Enviar um comentário