domingo, 15 de janeiro de 2012

Senhora da Beira: a noite em que o fado inundou o teatro

Foi uma noite de sala e alma cheias. Uma daquelas noites em que nada mais cabia senão a voz e os trinados. A voz forte, densa e timbrada da Carla Linhares. E os acrobáticos trinados, complementarmente síncronos, do Jorge Menino e do Sílvio Pereira.
Aconteceu fado, fado do verdadeiro, do genuino, no teatro Viriato, em Viseu, na noite de 14 de janeiro. O grupo foi o Senhora da Beira, o mote foi o lançamento do seu álbum: do Choupal até Alfama.
As emoções pairaram, mostraram-se mesmo em lágrimas de sal duro, a saudade atuou em permanência, as memórias andaram por ali e até as ruelas, as de Viseu, foram passeadas ao ritmo de Lisboa.
Na sala repleta, muitos satenses, muitos viseenses, de que destaco o José Cesário, secretário de estado das Comunidades, o presidente da câmara de Sátão, Alexandre Vaz e a vereadora da câmara de Viseu, Ana Paula Santana.
E, com certeza, muitos familiares orgulhosos!
Pela minha parte agradeço o convite. Gostei de ter estado presente.
Parabéns.
[Nota: Miguel Almeida - apresentou; Estudantina Universitária de Viseu - coadjuvou; António Teles e João Silva - foram convidados especiais; Raul Linhares - no piano; Vanessa Quinteiro - letrista, muito citada]

Sem comentários:

Enviar um comentário