sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Despacho foi alterado, uma semana depois!

Cumpre referir, a bem da verdade, que neste momento o ponto crítico do despacho que referi na mensagem anterior (despacho 774/2012 de 11 de janeiro) encontra-se suspenso pelo despacho 793-B/2012 de 19 de janeiro, que acrescentou um número, ao despacho inicial, a referir que durante o programa de assistência os pagamentos referidos não se aplicam.
Mas a pergunta é: Como é possível ter havido membros do governo sem o necessário cuidado/atenção em matéria tão sensível?

Sem comentários:

Enviar um comentário