sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Previa-se corte na despesa, mas afinal o gás e a luz passam para os 23% de IVA

(ionline -12.08.2011) «O executivo de Passos Coelho vai antecipar para 2011 a medida que previa subir a taxa de IVA aplicadas ao consumo de gás natural e da electricidade para os 23%, ou seja, a chamada taxa intermédia. A medida estava prevista para 2012, mas Gaspar antecipou-a, contando com isto amealhar 100 milhões de euros de receita para os cofres do Estado. Vítor Gaspar recordou que para as famílias ditas mais carenciadas será aplicada a chamada tarifa social, com redução de custos. Neste momento, aqueles dois serviços estavam na taxa reduzida, ou seja, eram taxados a 6%.
Outra das medidas anunciadas foi a do congelamento da progressão dos regimes remuneratórios dos funcionários dos ministérios da Administração Interna e da Defesa Nacional, precisamente os dois que mais mediáticos se têm mostrado nas questões de pagamentos de ordenados e dinheiro para funcionamento, com várias notícias a darem conta de dificuldades financeiras. Esta medida tem efeitos a partir de Setembro.
Gaspar referiu ainda que a missão da troika confirmou o desvio esperado na execução orçamental, que equivale a 1,1% do PIB. Esta percentagem traduz-se em dois mil milhões de euros de desvio orçamental. O ministro lembrou que a sobretaxa a cobrar sobreo subsídio de Natal "irá compensar uma parte desse desvio". »
(Foto: DN)

Sem comentários:

Enviar um comentário