segunda-feira, 22 de agosto de 2011

(Opinião) Sátão-Viseu: uma ligação a não esquecer

Aquando da inauguração do novo espaço da feira quinzenal de Sátão, no dia 20 de Agosto, mais uma vez a nova ligação Sátão-Viseu (variante à EN 229) esteve no conteúdo dos discursos quer do Presidente da Câmara de Sátão, Alexandre Vaz, quer do Secretário de Estado da Economia, Almeida Henriques.
O autarca pediu empenhamento para que a nova estrada continue como uma prioridade para o actual Governo, quanto ao governante comprometeu-se a não a esquecer e deixou mesmo o seu compromisso pessoal de tudo fazer para que esta estrada seja uma realidade, “se não for no curto prazo, pelo menos no médio prazo” porque, disse, “acho que é fundamental para o desenvolvimento do concelho de Sátão e do nosso distrito que esta ligação seja feita com outras características e que permita um escoamento mais fácil na direcção de Viseu.”
Ora, como se sabe, esta nova via foi lançada pelo anterior Governo e encontrava-se, aquando da mudança de governantes, na fase de avaliação de impacto ambiental. Ou seja estava com o seu cronograma a ser desenvolvido e o que se espera é que o Secretário de Estado quando falou em “médio prazo” não a queira atirar para as calendas gregas. Estou mesmo convicto que não, que ela vai ser feita com a mesma rapidez, uma vez que, enquanto deputado por Viseu, na legislatura anterior, Almeida Henriques sempre se envolveu nesta obra e sempre questionou o Governo anterior no sentido da sua urgente execução. Portanto só se exige coerência entre o ontem e o hoje, até porque a sua separação temporal é muito escassa.
Ou seja, esta vai ser uma obra que vai merecer o nosso melhor acompanhamento e o de todos os satenses e viseenses para que, efectivamente, os cerca de 10.000 automobilistas, que diariamente a frequentam, possam ver este trajecto renovado na ligação à A25 e assim podermos ter uma melhor acessibilidade para pessoas e mercadorias a esta via principal que liga ao litoral e a Espanha.

Sem comentários:

Enviar um comentário