sábado, 4 de junho de 2011

Hoje, em dia de reflexão, deixo-vos esta música do Montemuro, em compasso binário e tom maior

eis o futuro que eu quero...
o futuro que não existe, na fotografia...
tirou, já era, aquele dia...

deleite-se, pois, ali, o aqui d'outrora
deite-se além, o ali d'agora
apaixone-se já, neste passado...
enfim, neste minuto, neste instante
ame, seja amante, nesta hora...
(ap)

Sem comentários:

Enviar um comentário