quarta-feira, 20 de abril de 2011

Almeida Henriques é um mentiroso compulsivo, disse José Junqueiro à Lusa

Lisboa, 20 abr (Lusa) – O secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro, assegurou hoje que as “deslocações institucionais” que tem feito depois de o Governo entrar em gestão “não se confundem com qualquer outra atividade”.
Em declarações à agência Lusa, o governante refutou a acusação do deputado do PSD Almeida Henriques, que hoje o acusou de alegadamente “andar pelo país a assinar protocolos de apoio local”, numa altura em que o executivo se encontra em gestão, o que considerou consubstanciar uma “não separação” entre as funções governativas e “a campanha eleitoral”.
“Não estou a fazer neste período nenhuma seleção nem nenhuma contratualização (…) As minhas deslocações institucionais não se confundem com qualquer outra atividade. Não estou em campanha, não sou candidato ainda aprovado pela Comissão Política Nacional do PS e portanto estou no exercício das minhas funções de gestão”, disse.
José Junqueiro realçou ainda que “depois da demissão do Governo não houve mais nenhuma seleção de candidaturas que tivessem entrado depois dessa data”.
“As candidaturas aprovadas foram-no no primeiro trimestre, concretamente no dia 14 de fevereiro de 2011, e essas é que foram entregues às associações e às comissões fabriqueiras respetivas”, referiu.
O governante indicou ainda que no ano passado assinou um despacho impedindo “que exista qualquer contrato de cooperação técnica e financeira para além da legislatura”.
“E portanto caducam todos com a saída do Governo seja ele qual for. E este ano, já em abril, fiz um despacho à Direcção Geral das Autarquias Locais dizendo que das dezenas de candidaturas que estão não poderiam ser selecionadas nenhumas porque isso seria matéria do próximo Governo”, referiu.
O secretário de Estado desmentiu ainda que tenha estado sequer em concelhos referidos pelo deputado social-democrata.
“O deputado Almeida Henriques, que é cabeça de lista em Viseu é conhecido por ser um mentiroso compulsivo como se prova pelo facto de eu nunca ter estado sequer em Penedono”, disse.
PGF.

2 comentários:

  1. Não se pode dizer que o sr. Secretário de Estado esteja em campanha - ele esteve sempre em campanha:
    http://beijokense.blogspot.com/2010/12/melrocracia.html

    ResponderEliminar
  2. Certo a melhor campanha é trabalhar sempre e não a propaganda.
    Embora haja muito tolo que se deixa levar...

    ResponderEliminar