domingo, 21 de novembro de 2010

Visita ao Hospital Cândido Figueiredo, Tondela

A convite da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de Tondela, os Deputados do PS, Acácio Pinto, José Rui Cruz e Helena Rebelo, visitaram no dia 20 de Novembro o Hospital Cândido Figueiredo, em Tondela para se inteirarem das obras de requalificação que ali foram levadas a cabo num investimento superior a 1,2 milhões de Euros.
Para além do Presidente da Concelhia, António Pereira, e demais elementos da sua equipa dirigente e autarcas do concelho, estiveram também presentes Miguel Ginestal, da Federação do PS de Viseu, e a Presidente do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas, Fátima Ferreira e ainda Cristina Fonseca e Leonor Nascimento.
O Dr. Cílio Correia e a Enfª Sara Lopes, do Conselho de Administração, receberam-nos e promoveram uma visita guiada ao Hospital, sobretudo, às áreas que foram alvo das obras de requalificação, bem como às novas áreas; obras indispensáveis a uma prestação de cuidados de saúde condignos, para doentes e profissionais e que há muito uma necessidade premente.
Com uma área de influência que abrange os Concelhos de Tondela, Carregal do Sal e Santa Comba Dão, o Hospital de Tondela dispõe agora de um Serviço de Urgência Básica (SUB), na área do atendimento em situação de urgência tem ainda uma ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV), tripulada por um Enfermeiro e um Técnico, mantém o serviço de internamento de medicina interna, serviço de cirurgia e ortopedia (privilegiando a cirurgia ambulatória) e consultas externas. Para além destes serviços dispõe actualmente de uma unidade de cuidados paliativos, com 23 camas de internamento, que foi o resultado mais evidente das obras que foram realizadas. Surpreenderam o grupo de visitantes, em particular os que conheciam as antigas instalações, a qualidade das obras realizadas (e que respeitaram na integra o orçamento), com acabamentos em modernos materiais, que permitem adequadas condições de higienização, climatização e assim, mais conforto e a indispensável privacidade para os doentes.
Particular destaque para a Unidade de Cuidados Paliativos, que está pronta para entrar em funcionamento aguardando apenas algum equipamento (camas eléctricas). Os profissionais de saúde que integrarão esta unidade têm feito formação nesta área, quer teórica quer prática, que decorre no IPO de Coimbra, dado que a maior parte dos doentes que requerem este tipo de cuidados é do foro oncológico. Esta unidade é extremamente importante quer para doentes, no controlo da dor e cuidados de suporte, aumento da sua qualidade de vida, quer também para os seus familiares e vem dar uma boa resposta às inúmeras pessoas da região e país que dela necessitam.

1 comentário:

  1. É preciso estar sempre no terreno. Caso contrário, ele será ocupado por "outros".
    Abraço
    Artur Fontes

    ResponderEliminar