terça-feira, 23 de novembro de 2010

Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada

No passado Domingo, dia 21 de Novembro, o Grupo de Alerta para a Segurança (GAS), numa acção conjunta com a Associação Polimotard de Viseu, com o apoio do Governo Civil de Viseu e Câmara Municipal de Viseu, prestou homenagem às Vítimas da Estrada.
Uma iniciativa simbólica que decorreu no Mercado 2 de Maio em Viseu. Pretendeu-se desta forma chamar a atenção da população, para as inúmeras vítimas que os acidentes de viação ainda fazem. Em 2009 morreram em Portugal 737 pessoas, no Distrito de Viseu 29 pessoas. Das 737 pessoas que morreram, vítimas de acidentes rodoviários, merecem particular destaque o número de crianças e jovens: 11 tinham idade inferior a 14 anos, 31 tinham entre 15 e 19 anos e 20 entre os 20 e os 24 anos. Os dados disponíveis no site da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), permitem verificar que nos últimos dez anos se conseguiu uma redução superior a 50% na sinistralidade rodoviária. No ano de 1999 morreram 1750 pessoas nas estradas portuguesas. No entanto 737 é ainda um número demasiado elevado, para termos uma ideia mais realista da dimensão desta tragédia, pensemos que é mais ou menos equivalente a 14 autocarros cheios de passageiros!
A redução deste número tem que ser um desígnio nacional, neste sentido, exige-se um compromisso do governo, das autarquias, das várias entidades públicas e privadas, dos cidadãos em geral. Impõem-se acções de educação rodoviária aos diferentes níveis, em casa, na escola, nos serviços de saúde, através das forças de segurança, escolas de condução, entre outros, numa acção concertada, com o único objectivo de TRAVAR este DRAMA.
A deputada do PS, Helena Rebelo, associou-se a esta iniciativa e foi mesmo uma das suas dinamizadoras, pois integra o GAS, entre muitas outras e outros que têm dedicado a sua intervenção de cidadania a esta causa.

Sem comentários:

Enviar um comentário