sexta-feira, 24 de setembro de 2010

(Opinião) "Marmelada jurídico-constitucional"

A expressão é de Marcelo Rebelo de Sousa para se referir à proposta de revisão constitucional do PSD para a área laboral: “razões legalmente atendíveis” para despedir.
Mas para além da revisão, as ideias de Passos Coelho (PC) para outros sectores são verdadeiros manuais de desconhecimento da realidade. Vejam-se as suas recentes declarações em Viseu sobre a relação do Governo com as IPSS’s que disse serem de desconfiança.
Será que PC sabe que, por exemplo, no Distrito de Viseu temos 300 camas na rede de Cuidados Continuados, quando em 2005 tínhamos zero? Que temos, em curso e concluído, investimento público de mais de 27 Milhões de Euros em equipamentos sociais? Que em 2009 a despesa com a cooperação com as instituições foi de 47 milhões de euros contra os 37,5 milhões de 2005?
Todas as instituições têm planos e mais ambições, o que é saudável, mas nenhuma se pode queixar de falta de apoio e de contribuição, relevante, deste e do anterior Governo.
Portugal não está às avessas, quem está de costas para a classe média e para os mais desfavorecidos é PC e este PSD, cujas ideias se têm revelado uma verdadeira “marmelada” para os portugueses.

Sem comentários:

Enviar um comentário