quarta-feira, 15 de setembro de 2010

(Opinião) Escola Pública de qualidade

Esta semana os deputados do PS eleitos pelo Círculo de Viseu deslocaram-se ao Centro Escolar de Cinfães, para se inteirarem da normalidade do início do ano lectivo.
Ali pude constatar, e quero aqui enfatizá-lo, a forte aposta na educação que a Câmara de Cinfães está a desenvolver e que se traduziu na oferta de todos os manuais escolares aos alunos do primeiro ciclo do concelho. Mas esta aposta vai mais longe e no âmbito dos transportes escolares todas as crianças, do pré-escolar até ao final do secundário, são transportadas de forma, igualmente, gratuita até ao Jardim de Infância e à Escola que frequentam.
Este é um bom exemplo de qualificação da Escola Pública e de cooperação entre o Estado Central e o Estado Local que se tem vindo a traduzir, também, na construção de vários centros escolares por todo o distrito e país e que se traduziu, ainda esta semana, na adjudicação de mais um Centro Escolar, o de Nespereira, pela Câmara de Cinfães, obra que ascenderá a 2 Milhões de Euros.
Para uma certa oposição que vê fantasmas na Escola Pública e que não quer ver o muito que este Governo e o anterior têm feito em prol da qualificação da Educação em Portugal, aqui temos mais uma resposta de qualidade, uma escola a tempo inteiro, com actividades de enriquecimento curricular, com refeições integradas, com transportes para todos os alunos, com edifícios modernos, com professores colocados a horas e por quatro anos.
Para os deputados do PS é gratificante sentir e vivenciar estes apoios e perceber que este investimento está a ser interiorizado pelas famílias e que serão elas, no futuro, a não permitir que qualquer líder partidário venha a colocar em causa e a atacar a Escola Pública, como pretende o PSD, que deveria ser mais responsável nesta e noutras matérias.

1 comentário:

  1. Bom dia!
    É também gratificante para qualquer Socialista saber que se está em defesa da escola pública para todos. De facto o PS é uma garantia de que haverá defesa destes princípios de “Abril”, mas terá de saber faze-lo por forma, a garantir a todos, independentemente da sua cor partidária, ou da cor predominante na sua terra ou região. Assim nos tão falados encerramentos de escolas o governo terá de saber apreciar caso a caso, e decidir em função do bem das crianças. Não se poderá encerrar e por em causa os direitos das crianças. Pois certamente estarão em causa se tiverem de se deslocar muitos e quilómetros e estarem fora das suas famílias demasiadas horas.
    Acredito que se terá isso em conta.

    ResponderEliminar