terça-feira, 8 de junho de 2010

Comunicado: Resolvido o problema da referenciação para os doentes de Penedono

Os deputados do PS eleitos por Viseu, Acácio Pinto, José Rui Cruz, Paulo Barradas e Helena Rebelo, congratulam-se com a solução encontrada pelas Administrações Regionais de Saúde do Norte e do Centro relativamente ao encaminhamento dos doentes do concelho de Penedono.
A partir de agora “a população do concelho de Penedono pode escolher entre o Hospital S. Teotónio, em Viseu, e o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, EPE (CHTMAD), nas unidades hospitalares de Vila Real ou Lamego, em caso de necessidade de cuidados de saúde hospitalares, nomeadamente consultas da especialidade e/ou tratamentos”, como refere uma nota conjunta emitida pelas respectivas administrações.
Esta é uma boa solução que vai permitir que os utentes de Penedono sejam referenciados pelo seu centro de saúde quer para o Hospital de S. Teotónio quer para o CHTMAD sendo as respectivas despesas, incluindo o transporte em ambulância, suportadas pela ARS Norte. No caso de estas despesas serem geradas por decisão dos hospitais, serão por estes a suportá-las.
Mais do que assinalar o empenhamento, quer dos vereadores do PS (Pedro Baldaia e Eugénio Proença) e membros da Assembleia Municipal do PS de Penedono, através da elaboração e aprovação de uma moção, por unanimidade, no passado mês de Abril, quer dos deputados do PS que ESTIVERAM EM PENEDONO EM 17 DE MAIO e que, já antes e também nessa sequência, desenvolveram várias diligências com os órgãos descentralizados do Ministério da Saúde e com o Governador Civil de Viseu, o que importa é mesmo assinalar que a solução encontrada é melhor para as pessoas e para a Administração.
Podemos, pois, concluir que as dificuldades que estas populações e corporações de Bombeiros vinham a sentir desde a alteração das áreas de influência das ARS Centro e ARS Norte ficam, assim, ultrapassadas, na sequência de conversações entre as duas administrações regionais de saúde, o Hospital  de S. Teotónio, de Viseu, e o Governo Civil, importando reafirmar a compreensão, celeridade e determinação de todos na resolução da situação.
(Ver GPPS: AQUI)

Sem comentários:

Enviar um comentário