sábado, 15 de maio de 2010

Opinião: O que temos já é Superior!

Os deputados do PS eleitos pelo Círculo Eleitoral de Viseu reuniram esta semana com os representantes das três instituições de ensino superior de Viseu: Instituto Politécnico de Viseu, Instituto Piaget e Universidade Católica, que se fizeram representar, nessa reunião, ao mais alto nível, respectivamente por Eng. Fernando Sebastião, Dr. Oliveira Cruz e Dr. Aires do Couto. Igualmente estiveram presentes Alexandre Almeida e Rafael Guimarães, em representação do movimento associativo estudantil.
Esta reunião efectuada a solicitação dos deputados decorreu no Governo Civil, onde, nos termos legais, todos os deputados podem reunir com as instituições e os cidadãos. E acresce ainda acrescentar que esta reunião se enquadrou no contacto de proximidade que os deputados do PS têm vindo a eleger como estratégia de actuação, sendo que o objectivo concreto para esta reunião era a de analisar a problemática do ensino superior em Viseu, nomeadamente a da Universidade Pública, constrangimentos com que se debatem as instituições de ensino superior, estratégias de desenvolvimento e perspectivas para o futuro.
Depois da reunião, com muitas intervenções por parte dos participantes, que apresentaram os seus pontos de vista, as suas preocupações e perspectivaram o futuro no contexto dos vários cenários e tendo por base a conjuntura actual, os deputados do PS aproveitaram para partilhar da generalidade dos pontos de vista expendidos na reunião e deixaram e deixam bem claro, a todos, que, neste momento não é tempo de andar a fazer promessas sem qualquer conteúdo e sem qualquer sustentabilidade, como fez recentemente, em Viseu, o líder nacional do PSD, Pedro Passos Coelho, mas sim, hoje é tempo de:
i) Apoiar e desenvolver as instituições de ensino superior existentes em Viseu, Instituto Politécnico de Viseu, Instituto Piaget e Universidade Católica, potenciando a resposta instalada;
ii) Manifestar apreço pelo trabalho de qualidade, nacional e internacional, em interacção e parceria com diversos agentes regionais, nacionais e internacionais, que está a ser desenvolvido pelas instituições de ensino superior de Viseu;
iii) Deixar bem clara a sua completa discordância pela forma como este assunto está a ser trazido para a opinião pública, criando uma sensação incorrecta de que as instituições existentes em Viseu não servem a cidade e a região, desqualificando, consequentemente, todos os profissionais que lá trabalham, o que é profundamente injusto, desde logo porque inverdadeiro para as instituições que prezam e desenvolvem um trabalho de qualidade;
iv) Sublinhar que só com confiança nas instituições existentes poderemos caminhar em direcção ao reforço da melhoria constante da qualidade.
O que se exige, portanto, ao PSD, nacional e local, é que seja claro e transparente na actual conjuntura e se deixe de tergiversações.
Ou será que para o PSD a questão dos investimentos públicos, a questão do deficit e a questão do endividamento tem dias?
(In: Diário de Viseu)

Sem comentários:

Enviar um comentário