quarta-feira, 17 de março de 2010

Partido Amordaçado

Então não é que o partido da asfixia democrática finalmente conseguiu provar que a asfixia existe em Portugal?
Precisamente no seu seio!
Será que se trata de um partidicídio (suicídio partidário) ou de uma interrupção da democracia tão ao gosto da sua, ainda, líder MFL? Já que não conseguiu interromper a Democracia por seis, conseguiu agora por dois meses!
É este o estado do PSD. Daquele partido que em cinco anos vai ter cinco líderes e que teima numa deriva de ataques de carácter ao Primeiro-Ministro e de ajuste de contas constante com o passado, nem que para isso ande a reboque de Francisco Louçã e do BE.
Mas tudo isto é surpreendente?
Sim e não!
Sim, porque não passaria pela cabeça de ninguém censurar, calar, amordaçar os militantes.
Não, porque Henrique Granadeiro já nos tinha dito de onde tinham vindo as grandes pressões que tinha sofrido para silenciar jornalistas: de Morais Sarmento, ministro do último Governo PSD/CDS.
Sobre censura e mordaças estamos conversados!

Sem comentários:

Enviar um comentário