quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

CNOS para Viseu

O Comando Nacional de Operações de Socorro alternativo ao actualmente existente em Lisboa vai ser construído em Viseu. Foi este o compromisso que o Ministro Rui Pereira nos deixou a semana passada quando esteve entre nós.
É uma boa notícia numa das áreas mais sensíveis, a da protecção civil, e corresponde, para além de uma antiga aspiração regional, a uma efectiva necessidade nacional, nestes tempos em que, cada vez mais, os países se confrontam com catástrofes imprevisíveis. É que, em caso de um problema grave que destrua o CNOS principal, é decisivo, para o país e para as pessoas, termos um centro alternativo que seja um backup do primeiro e que permita a sua imediata entrada em funcionamento, para ali se instalarem as pessoas e entidades que tenham a função de comandarem e dirigirem as operações de protecção civil em todo o território.
Porquê Viseu? Para além de ter uma boa centralidade, tem a vantagem de estar numa das áreas de menor sismicidade de Portugal.

Sem comentários:

Enviar um comentário